Principalmente nas grandes cidades, os shoppings são atrações que recebem milhares de visitantes diariamente. Além de contarem com diversas lojas, também são locais de entretenimento e facilidades, com cinemas, restaurantes, bancos, teatros e espaços infantis.

Por esse motivo, empreendimentos como esse precisam contar com profissionais de segurança patrimonial preparados para lidar com as mais diversas situações. A equipe deve ser treinada para agir de maneira estratégica e eficaz, tomando todos os cuidados necessários para que nenhum dos visitantes corra algum tipo de risco.

Dessa forma, o vigilante patrimonial de shopping deve possuir as seguintes habilidades e atribuições:

– O segurança patrimonial deve assegurar a segurança de lojistas, funcionários e visitantes, muitas vezes controlando o fluxo de entrada e saída de pessoal e estando atento para dar assessoria a pessoas em necessidade.

– Esse profissional atua principalmente em caráter preventivo, ou seja, inibindo ações vindas de pessoas suspeitas.

– Assim como em qualquer outro lugar, o vigilante patrimonial é um dos cartões de visita do empreendimento. Sendo assim, ele necessariamente deve estar apresentável, com uniforme limpo e bem passado, barba aparada e cabelos arrumados.

– Ele também deve ser cordial com os visitantes do shopping, no entanto o ideal é que converse apenas o essencial.

– O colaborador ainda precisa conhecer detalhadamente o empreendimento que trabalha, conhecendo saídas de emergência, elevadores e possíveis locais que poderiam facilitar a fuga de algum criminoso.

– Discrição é uma das qualidades mais importantes de um bom segurança patrimonial. Todo o trabalho realizado dentro do shopping exige que a equipe de vigilância não traga incômodos aos seus visitantes. Isso significa que – se possível – até mesmo procedimentos mais rígidos devem ser realizados sem alardes.

– Essa discrição ainda representa algo importante porque as informações a respeito das estratégias de segurança do shopping, bem como da rotina de seus lojistas, devem ser necessariamente mantidas em total sigilo.

– Para ser um vigilante patrimonial, existem algumas exigências específicas do Departamento de Polícia Federal (DPF), tais como: ser brasileiro ou naturalizado; ter ao menos 21 anos; nível de escolaridade correspondente à quarta série do ensino fundamental; ter obtido aprovação em exames de saúde mental, física e psicotécnica; não ter antecedentes criminais e estar quite com obrigações militares e eleitorais.

Vale ainda ressaltar que o profissional deve ser formado num curso especializado de formação de vigilantes. Depois da aprovação, ele ainda precisa solicitar uma Carteira Nacional de Vigilante (CNV) – documento obrigatório em serviço requerido pela Polícia Federal e que possui validade de cinco anos.

Por fim, para o sucesso desse tipo de serviço de segurança patrimonial, vale ressaltar que é necessária a contratação de profissionais especializados. Por isso, não hesite em realizar uma terceirização entrando em contato com a Generall – uma empresa de segurança especializada em serviços diversos, como portaria, segurança e limpeza.

Com um quadro de colaboradores treinados, a Generall oferece as mais diversas opções para o seu empreendimento. Por isso, se você deseja conhecer mais detalhes, bem como solicitar um orçamento especial para a sua necessidade, clique aqui.