Os serviços de portaria são essenciais para que um condomínio preserve seus moradores e oriente seus visitantes. Por isso, investimentos tanto em equipamentos quanto na equipe devem ser integrados ao orçamento do edifício.

Para te ajudar a identificar quais são as principais necessidades de uma portaria eficiente.

Confira neste artigo cinco dicas preparadas pela Generall:

1 – Faça investimentos em segurança eletrônica e estrutural

Apesar do mercado contar com profissionais de portaria bem preparados, a segurança eletrônica pode contribuir para aumentar a proteção do patrimônio. Dessa forma, trabalhe principalmente com câmeras tanto no portão quanto em áreas comuns, como garagem, elevador e principais pontos de circulação. Da guarita, o porteiro deverá ter acesso a todas as imagens em tempo real.

Também pode ser interessante trabalhar com um sistema de alarmes com monitoramento remoto. Na portaria, o ideal é que exista botão de pânico que acessa uma empresa de segurança 24 horas.

Por fim, não esqueça de criar um sistema de passa-volume, impedindo a entrada de entregadores ao interior do condomínio.

2 – Adote procedimentos de segurança

Nesse quesito, o ideal é convocar uma assembleia para definir quais devem ser as regras adotadas. Todos os visitantes devem realizar um cadastro com dados pessoais? Os moradores precisam descer os vidros do carro toda vez que entrarem no edifício? Os empregados que trabalham no prédio devem usar crachá de identificação? De fato, existem diversos pontos que merecem ser discutidos e que precisam ser decididos de maneira democrática.

 

3 – Crie uma estrutura adequada na guarita

O ponto onde os serviços de portaria são operados deve estar localizado num local de fácil acesso ao portal principal e, de preferência, com vidros escuros. Da parte de dentro, o ideal é que o porteiro seja capaz de se comunicar com algum visitante por meio de interfone.

Conforme descrito no item acima, da guarita também precisam ser transmitidas todas as imagens em tempo real do condomínio. Para efetuar algum tipo de ligação emergencial, o local deve contar com um telefone.

 

4 – Tenha sempre alguém na portaria

Com o desejo de reduzir custos, muitos condomínios resolvem abrir mão de ter um porteiro em todos os horários do dia. Dessa forma, acabam abrindo uma lacuna de segurança que pode gerar diversos tipos de complicações.

Por isso, antes de abrir mão dos serviços de portaria, o ideal é buscar uma empresa de segurança de qualidade que ofereça soluções acessíveis para que isso não ocorra no seu condomínio.

5 – Contrate profissionais especializados

De nada adianta contar com uma boa estrutura e procedimentos adequados se os profissionais não estão preparados para a função. Sendo assim, invista apenas em porteiros de confiança.

A melhor opção para que isso seja realizado é contratando os serviços de portaria da Generall – uma empresa de segurança que também fornece profissionais das áreas de vigilância patrimonial e limpeza.

O quadro de colaboradores da Generall é submetido a uma intensa bateria de testes e de atualizações, e por esse motivo está preparado para adotar as melhores práticas de segurança na portaria.

Conheça mais sobre a Generall.